22:28 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)
    0 0 0
    Nos siga no

    O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) informou nesta quinta-feira (27) que o Brasil somou 2.245 mortes relacionadas à COVID-19 e 67.467 casos da doença nas últimas 24 horas.

    Com os números apresentados hoje (27), o Brasil soma um total de 456.674 óbitos acumulados desde o início da pandemia de COVID-19. Além disso, o país já tem quase 16,5 milhões de casos confirmados. 

    Por sua vez, a média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 1.797, a menor desde o dia 12 de março, enquanto a média móvel de casos permanece estável, com 64.010.

    São Paulo é o estado que registra o maior número de mortes, com 109.850, e casos, com 3.239.657. O Rio de Janeiro, por sua vez, tem a segunda pior taxa de óbitos, com 50.125, enquanto Minas Gerais ocupa a segunda posição em números de casos, com mais de 1,5 milhão.

    Funcionário de saúde aplica dose da vacina AstraZeneca durante campanha para imunização de população de rua no Rio de Janeiro
    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Funcionário de saúde aplica dose da vacina AstraZeneca durante campanha para imunização de população de rua no Rio de Janeiro

    Vacinação

    Segundo o levantamento realizado pelo consórcio de veículos de imprensa, que reúne alguns dos principais meios de comunicação do país, o Brasil já vacinou 43.936.007 de pessoas com a primeira dose de vacinas anti-COVID-19, o que equivale a 20,75% da população do país, enquanto 21.634.953 (10,22%) já foram completamente imunizadas com as duas injeções. No total, mais 65,5 milhões de doses já foram aplicadas no país desde janeiro.

    Em números absolutos, São Paulo lidera o ranking com 16,6 milhões de vacinas aplicadas, seguido por Minas Gerais, com cerca de sete milhões, Rio Grande do Sul (4.498.631), Bahia (4.754.136) e Rio de Janeiro (4.448.106).

    Já em termos percentuais, o Mato Grosso do Sul lidera o ranking da primeira dose, com 27,09% da população, enquanto o Rio Grande do Sul tem o maior percentual de pessoas com a imunização completa, 12,68%.

    Tema:
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)

    Mais:

    COVID-19: médico explica razões que levaram a Pfizer a retardar testes de vacina em grávidas
    Ícone do samba, Nelson Sargento morre aos 96 anos após contrair COVID-19
    Biden diz que pode divulgar relatório sobre origens da COVID-19 se novas descobertas não surgirem
    Tags:
    casos confirmados, mortes, pandemia, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar