02:32 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)
    0 56
    Nos siga no

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que a média de mortes diárias pelo coronavírus devem alcançar 2.200 nas próximas semanas. 

    Em seu relatório Observatório COVID-19, a entidade disse ainda que a ocupação de leitos de UTI para a doença aumentou ou continua em patamar elevado em quase todo o Brasil. 

    De acordo com o documento, houve uma estabilização das taxas de mortalidade da COVID-19 entre 16 e 22 de maio, em torno de 1.900 óbitos por dia, nível considerado alto. Até 10 de maio, a tendência era de queda.

    No entanto, está ocorrendo um aumento do número de casos, o que vai se refletir em uma alta nas mortes nas próximas duas semanas. 

    "Esse contexto vai gerar novas pressões sobre todo o sistema de saúde. O aumento no número de internações, demonstrado pelo crescimento das taxas de ocupação dos leitos de UTI, é resultado desse novo quadro da pandemia no Brasil", diz o relatório. 

    O Observatório COVID-19 ressalta ainda o rejuvenescimento da pandemia, o que, "associado à circulação de novas variantes do vírus no país e ao relativo sucesso da campanha de vacinação entre populações mais idosas, torna mais crítico o tratamento para casos graves entre grupos mais jovens".

    Tema:
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)

    Mais:

    'EUA não se importam com fatos', diz Pequim após Biden falar em investigação sobre origem do vírus
    Daniel Silveira cometeu crime de desacato em discussão sobre uso de máscara, conclui PF
    Lula: 'Sociedade que chora 450 mil mortos não pode assistir um presidente passeando de moto'
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, COVID-19, Fiocruz, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar