22:09 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)
    183
    Nos siga no

    Em um ato de retaliação aos médicos que ainda prescrevem o "tratamento precoce", o presidente da CPI da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD), protocolou hoje (21) um projeto de lei que criminaliza a recomendação de remédios sem eficácia comprovada.

    "O projeto é necessário. Temos visto muita gente que não sabe nada de saúde prescrevendo remédio na Internet. Um monte de fake news. Não podemos permitir isso no Brasil", justificou Omar Aziz em entrevista ao portal Poder360.

    O projeto vai de encontro à recomendação recorrente por parte do presidente Jair Bolsonaro e dos seus apoiadores de remédios ineficazes contra a COVID-19.

    O governo, inclusive, criou um protocolo chamado "tratamento precoce", que inclui cloroquina e ivermectina como remédios para combater o coronavírus.

    O senador ainda sustenta que diversas pesquisas foram feitas, e não foram constatados efeitos inibidores do vírus após o uso destes medicamentos.

    O presidente Jair Bolsonaro recomendou o uso de cloroquina contra a COVID-19. Foto de arquivo
    O presidente Jair Bolsonaro recomendou o uso de cloroquina contra a COVID-19. Foto de arquivo

    Tema:
    Brasil vs. coronavírus no fim de maio de 2021 (47)

    Mais:

    CPI da pandemia: Pazuello teme prisão e abandono de Bolsonaro, diz jornal
    CPI da Covid ouve Pazuello: vamos 'esclarecer a verdade', diz general
    CPI: Pazuello diz que Brasil optou por mínimo de doses com COVAX porque contrato tinha 'risco'
    Tags:
    senador, Senado, Jair Bolsonaro, Hidroxicloroquina, pandemia, Brasil, COVID-19, CPI
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar