05:01 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    13835
    Nos siga no

    A comitiva do governo federal está no Maranhão nesta sexta-feira (21) para a cerimônia de entrega de títulos de propriedade rural. O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, acompanha o presidente na viagem.

    Em consonância com sua conhecida estratégia eleitoral que lhe rendeu o apelido de "mito", o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar opositores de seu governo com deboche e sarcasmo. 

    Em alusão a um dos seus maiores opositores, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), Jair Bolsonaro questionou a população de Açailândia, cidade que fica a cerca de 500 quilômetros de São Luis, sobre quem era o "gordinho ditador" do estado.

    "Lá na Coreia do Sul é uma ditadura, o ditador não é um gordinho?", perguntou. Ele ainda foi corrigido pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que lembrou que a Coreia do Norte é quem tem o sistema político mais fechado.

    Bolsonaro, entretanto, continuou. "Na Venezuela também é uma ditadura, não tem um gordinho lá que é ditador? E quem é o gordinho ditador aqui no Maranhão?", completou.

    O governador maranhense respondeu às provações por meio de uma publicação em suas redes sociais.

    ​Segundo informações do portal Congresso em Foco, a comitiva do governo federal está no Maranhão nessa sexta-feira (21) para a cerimônia de entrega de títulos de propriedade rural.

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante entrevista.
    © Folhapress / Ernesto Rodrigues
    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante entrevista.

    Mais:

    Maranhão registra 1ª morte por coronavírus; Minas também teria 1º óbito
    Jiboia é capturada pela PRF na divisa entre Piauí e Maranhão (VÍDEO)
    Brasil: senador José Maranhão morre aos 87 anos após contrair COVID-19
    Tags:
    Maranhão, Flávio Dino, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar