03:52 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)
    0 82
    Nos siga no

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a utilizar o Insumo Farmacêutico Biológico (IFA) brasileiro para produzir imunizantes da AstraZeneca/Oxford.

    A autorização foi concedida para lotes-pilotos, em escala comercial. Após os testes, a Fiocruz pedirá à agência o registro ou uma autorização para uso emergencial da vacina, conforme publicou o jornal Estadão.

    A iniciativa da Fiocruz decorre da parceria do instituto Bio-Manguinhos, ligado à fundação, com a farmacêutica AstraZeneca, dona da tecnologia. A produção será destinada ao Sistema Único de Saúde (SUS).

    ​Representantes da Anvisa inspecionaram as instalações da Fiocruz nesta semana, verificando as condições técnico-operacionais da planta industrial onde será produzido o insumo da vacina. A inspeção começou na segunda-feira (26) e terminou nesta sexta-feira (30).

    "A aprovação técnica veio após a inspeção que verificou as boas práticas de fabricação da linha de produção e concluiu que Bio-Manguinhos cumpre os requisitos das Condições Técnico-Operacionais (CTO) para iniciar a produção de lotes", informou a Anvisa, em comunicado.
    Tema:
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)

    Mais:

    Rússia: vacinas elaboradas no país protegem contra todas as cepas conhecidas de COVID-19
    OMS aprova vacina anti-COVID-19 do laboratório Moderna para uso emergencial
    Queiroga faz apelo mundial por vacinas: 'Humilhação que salvará vidas', diz especialista
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, pandemia, Fiocruz, Anvisa, vacina, vacinação, imunizante
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar