04:35 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)
    0 40
    Nos siga no

    Nesta semana, o estado de São Paulo registrou queda na média diária de mortes por COVID-19 pela primeira vez desde janeiro. A taxa, nesta sexta-feira (23), é 23% menor do que a registrada há 14 dias.

    Mesmo assim, a média móvel de mortes pela doença segue alta no estado: 621 por dia nos últimos sete dias.

    A tendência começou a ocorrer nesta quinta-feira (22), quando a média móvel de óbitos diários foi de 611, 18% menor do que há 14 dias, conforme publicou o G1.

    Os especialistas dizem que há uma tendência de queda quando as variações são maiores do que 15%.

    A última vez que o estado paulista havia registrado queda na média móvel havia sido no dia 5 de janeiro.

    Apesar do dado positivo desta semana, o patamar ainda é mais que o dobro do registrado no pior momento da pandemia em 2020, quando os números não passavam de 280 por dia em média no estado.

    Funcionário de serviço funerário protesta por mais vacinas contra a COVID-19 em São Paulo, no Brasil, no dia 15 de abril de 2021
    © REUTERS / Carla Carniel
    Funcionário de serviço funerário protesta por mais vacinas contra a COVID-19 em São Paulo, no Brasil, no dia 15 de abril de 2021

    Desde o início da pandemia, 90.810 pessoas já morreram após contrair a doença em São Paulo, em um total de 2.793.750 de casos registrados no estado. O número corresponde a 23,66% dos óbitos por COVID-19 no Brasil.

    O estado já tem, até a última quinta-feira (22), 6.691.404 de vacinados com a primeira dose contra o coronavírus, o que equivale a 14,46% da população paulista. Desses, 3.556.286 (7,68%) já receberam a segunda dose.

    Tema:
    Brasil afronta COVID-19 no fim de abril de 2021 (62)

    Mais:

    COVID-19: coquetel aprovado pela Anvisa é para hospitais e vacina continua essencial, diz médico
    CPI da Covid quer ouvir secretário de Guedes sobre suposta recusa de lote de vacinas da Pfizer
    EMA reitera que benefícios da vacina AstraZeneca contra COVID-19 superam os riscos 'muito raros'
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, pandemia, São Paulo, Brasil, queda, mortes, vírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar