20:59 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 183
    Nos siga no

    O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub por improbidade administrativa por algumas de suas declarações sobre as universidades públicas brasileiras quando ele ainda estava na pasta.

    Para a procuradora Luciana Loureiro Oliveira, Weintraub atentou contra princípios da administração pública como os da moralidade, da honestidade e da lealdade às instituições com afirmações, segundo ela, "dolosamente incorretas ou distorcidas", conforme publicado pelo portal G1.

    A investigação mira, entre outras declarações, as de que as universidades são locais de "balbúrdia" e com "cracolândias".

    "As declarações de um ministro de Estado sobre questões afetas à sua competência possuem um peso muito relevante, já que se presume que a mais alta autoridade nacional na área [Educação] tenha pleno conhecimento e suficiência de informações técnicas sobre os assuntos que coordena", disse a procuradora.

    Ela classificou ainda algumas das declarações como "fake news" e disse que tinham "o claro propósito de desacreditar" as instituições de ensino.

    ​A ação foi enviada à 3ª Vara Federal do Distrito Federal, a quem caberá decidir se o ex-ministro se tornará réu.

    Em caso de abertura de processo e eventual condenação, Weintraub pode ser obrigado a pagar multa e ter seus direitos políticos suspensos.

    Mais:

    Empresário desacredita 'promessa de investimentos' do ministro de Minas e Energia do Brasil
    Governadores do Nordeste repudiam proposta de fim do piso para saúde e educação
    Líder no ranking de phishing, Brasil tem de ampliar educação digital, diz especialista
    Tags:
    universidades, improbidade, denúncia, Brasil, Ministério da Educação, educação, Abraham Weintraub
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar