14:22 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)
    171
    Nos siga no

    O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (19) a compra de 30 milhões de doses da vacina CoronaVac e prometeu vacinar toda a população do estado contra o novo coronavírus até o final do ano.

    A declaração foi dada por Doria durante uma entrevista à rádio CBN.

    "A partir de setembro, após o cumprimento integral do nosso compromisso, de São Paulo com o Brasil, com o Ministério da Saúde, [com] o PNI [Programa Nacional de Imunização], nós já adquirimos 30 milhões de doses da vacina do [Instituto] Butantan junto ao laboratório Sinovac", afirmou o governador paulista.

    Doria garantiu que as 30 milhões de doses vão começar a ser aplicadas em São Paulo a partir de outubro e vão permitir que o governo conclua "a totalidade da vacinação em São Paulo, de todas as pessoas que podem ser vacinadas".

    "Receberemos até o final de setembro [as 30 milhões de doses] e vamos vacinar a totalidade da população do estado de São Paulo até 31 de dezembro deste ano", disse.

    O governo de São Paulo possui contratos firmados para a destinação de 100 milhões de doses da CoronaVac ao governo federal.

    Nesta segunda-feira (19), o Instituto Butantan recebeu mais três mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para produção da CoronaVac. A quantidade vai ser suficiente para envasar mais cinco milhões de vacinas.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)

    Mais:

    Brasil não 'tem que ser mendigo' por verbas contra desmatamento, declara Mourão
    Empresário desacredita 'promessa de investimentos' do ministro de Minas e Energia do Brasil
    Um povo que porventura votar em Lula 'merece sofrer', diz Bolsonaro (VÍDEO)
    Desmatamento na Amazônia tem pior mês de março dos últimos 10 anos
    Tags:
    São Paulo, imunizante, imunização, Vacina CoronaVac, vacinação, vacina, João Doria, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar