13:51 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)
    0 51
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (13), o Brasil registrou 3.687 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, totalizando 358.718 óbitos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes nos últimos sete dias chegou a 3.051.

    Este é o quarto dia seguido em que a média móvel de mortes pela doença fica acima da marca de 3 mil. Com relação à média de 14 dias atrás, a alta é de +3%, o que indica uma tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

    Dez estados brasileiros, porém, estão com alta nas mortes: AC, AP, MA, MG, PE, PI, PR, RJ, RR, e SE.

    Os números são do levantamento do consórcio de veículos de imprensa feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

    Com 80.157 casos confirmados nas últimas 24 horas, o país chegou a um total de 13.601.566 de diagnósticos desde o começo da pandemia.

    Já a média móvel do número de casos nos últimos sete dias é de 70.787. A variação é de -6% em relação aos registros de duas semanas atrás, indicando também uma tendência de estabilidade nos diagnósticos.

    Pará aplica a primeira dose de vacina em agentes de segurança pública, em Belém, no dia 20 de março de 2021
    Pará aplica a primeira dose de vacina em agentes de segurança pública, em Belém, no dia 20 de março de 2021

    Vacinação

    Nesta terça-feira (13), o país aplicou um total de 911.513 doses da vacina contra a COVID-19. A primeira dose foi aplicada em 585.272 pessoas, enquanto 326.241 receberam a segunda.

    Ao todo, 24.433.064 de pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a COVID-19. O número representa 11,54% da população brasileira.

    Já a segunda dose foi aplicada em 7.717.785 de pessoas, ou seja, 3,64% da população do país.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)

    Mais:

    Índia se torna o 60º país a aprovar a vacina Sputnik V contra a COVID-19
    França suspende todos os voos do Brasil devido à COVID-19
    Brasil tem 1,5 milhão de pessoas com a 2ª dose da vacina contra a COVID-19 atrasada
    Tags:
    saúde, colapso, Brasil, mortes, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar