18:49 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)
    170
    Nos siga no

    O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou nesta terça-feira (13) que, caso a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não libere o uso da Sputnik V no Brasil, vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a liberação da vacina russa.

    A afirmação foi feita em vídeo divulgado nas redes sociais do governador petista.

    "Uma vacina que, já foi comprovado, tem segurança e tem boa eficácia na imunização", afirmou Dias.

    Wellington Dias lembrou também que a Sputnik V já está sendo aplicada em mais de 50 países – incluindo na América do Sul – e ressaltou que, por decisão do STF, uma vacina aprovada por agência reguladora de outros países tem permissão para ser utilizada no Brasil.

    "Esperamos uma decisão da Anvisa, em primeiro lugar, mas caso não saia da Anvisa, nós estamos recorrendo ao Supremo, para que se garanta a decisão do Supremo", afirmou o governador.
    Funcionários da União Química trabalham em produção-piloto dos insumos da vacina russa contra a COVID-19, Sputnik V, em Brasília, 25 de janeiro de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Funcionários da União Química trabalham em produção-piloto dos insumos da vacina russa contra a COVID-19, Sputnik V, em Brasília, 25 de janeiro de 2021

    Na última sexta-feira (9), o governador maranhense Flávio Dino (PCdoB), disse que o estado do Maranhão entrou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Anvisa autorize a importação e o uso emergencial da Sputnik V no Brasil.

    Na semana passada, Jair Bolsonaro e o presidente russo Vladimir Putin chegaram a conversar sobre a importação do imunizante. No entanto, o pedido feito à Anvisa pela farmacêutica brasileira União Química para o uso emergencial da vacina russa ainda não foi autorizado.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)

    Mais:

    Anvisa recebe pedido de importação de Sputnik V de 9 estados
    Guatemala anuncia compra de 16 milhões da Sputnik V
    EUA estariam 'irritados' com planos de Berlim de comprar Sputnik V citando sanções anti-russas
    Entregas da Sputnik V na Turquia podem ter início em até 4 meses, diz ministro
    Tags:
    Supremo Tribunal Federal (STF), Wellington Dias, vacina, novo coronavírus, COVID-19, Brasil, Jair Bolsonaro, Vladimir Putin, Sputnik V, Piauí
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar