05:50 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)
    490
    Nos siga no

    O Brasil registrou neste domingo (11) 1.803 mortes pela COVID-19 em 24 horas, o maior número para um domingo em toda a pandemia.

    Além das 1.803 mortes, o país contabilizou também 37.017 novos casos confirmados da COVID-19, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

    Foi o domingo mais fatal desde o início da pandemia, tendo superado os números de 28 de março, quando 1.656 óbitos entraram na contagem. Ao todo, o país soma 353.137 vítimas da doença causada pelo novo coronavírus.

    A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes está em 168, a 14ª mais alta do mundo. Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 31 milhões de casos.

    O estado de São Paulo, que tem os maiores números de infecções e mortes confirmadas pela doença no país, registrou 510 vítimas nas últimas 24 horas.

    Com relação à vacinação, foram aplicadas 30,1 milhões de doses, sendo 23,1 milhões referentes à primeira dose, e 6,9 milhões, à segunda. Os números correspondem a 10,9% e 3,2% da população, respectivamente.

    Enterro de vítima da COVID-19 em cemitério de São Paulo.
    © Folhapress / Bruno Santos
    Enterro de vítima da COVID-19 em cemitério de São Paulo.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no Brasil (74)

    Mais:

    Descontrole da COVID-19 no Brasil prejudica comércio exterior do país, afirma especialista
    Brasil registra 3.829 novas mortes e total de vítimas fatais da COVID-19 chega a 340.776
    No 2º pior dia na pandemia, Brasil tem 4.190 mortes pela COVID-19 em 24 horas
    Tags:
    Brasil, mortes, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar