15:51 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    12110
    Nos siga no

    O ex-governador do Ceará Ciro Gomes perdeu um processo que moveu na Justiça de São Paulo contra repórteres da revista Veja e, agora, terá de pagar R$ 13,1 mil aos advogados dos jornalistas.

    A informação foi publicada por Rogério Gentile, do portal UOL, nesta quinta-feira (8). Ciro moveu o processo contra os jornalistas Nonato Viegas e Hugo Marques por conta da reportagem intitulada "O esquema cearense", publicada em 2018. À época, Ciro era candidato à presidência da República.

    O texto mostrava a existência de um esquema para financiar as campanhas de Ciro e de seu irmão Cid Gomes. Segundo a reportagem, eles teriam comprado por R$ 2 milhões o controle do PDT no Ceará durante as eleições de 2014.

    Ciro alegou que a revista fez acusações "levianas, ofensivas e inverídicas" com o objetivo de "atacar, ofender e manchar, de forma falaciosa e irresponsável" a sua candidatura. O ex-governador argumentou que, sem apresentar provas, o texto jamais deveria ter sido publicado.

    A Justiça de São Paulo, no entanto, negou o processo, dizendo que a reportagem está resguardada no direito jornalístico de informar e apoiada em fatos que são de interesse público. Além de entrevistas, a reportagem se baseou em delações premiadas da Lava Jato.

    A decisão judicial não cabe mais recursos. O ex-governador foi condenado a pagar as despesas dos advogados da parte vencedora do processo.

    Mais:

    Lula diz que, 'se for preciso', PT fará aliança com centro para ganhar eleições
    Advogados de Lula pedem que STF declare suspeição de Moro em outras 2 ações
    Um ano após motim de PMs, segurança pública no Ceará corre risco de novas crises?
    Ceará declara toque de recolher em todo o estado para tentar conter COVID-19
    Tags:
    Revista Veja, processo, justiça, Brasil, Ciro Gomes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar