23:00 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    0 40
    Nos siga no

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) comunicou na última terça-feira (6) que passou a produzir 900 mil doses diárias da vacina contra a COVID-19, chegando a triplicar o ritmo da produção do início de março.

    De acordo com a Fiocruz, a expectativa é conseguir entregar 18,4 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus para a distribuição pelo Ministério da Saúde aos estados até 2 de maio.

    Com a aceleração da fabricação de vacinas, que se deu por conta da operação de uma segunda linha de produção no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fiocruz, a entidade alcançará em maior um total de 26,5 milhões de vacinas entregues.

    "O cronograma de entregas pactuado com o Ministério da Saúde está seguindo um esquema semanal e está sujeito à logística de distribuição definido pela pasta, além dos protocolos de controle de qualidade", diz o comunicado da Fiocruz. 

    Funcionária mostra frasco da vacina da AstraZeneca contra COVID-19 produzida pela Fiocruz, Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 2021
    © AP Photo / Bruna Prado
    Funcionária mostra frasco da vacina da AstraZeneca contra COVID-19 produzida pela Fiocruz, Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 2021

    Segundo a organização, nesta semana estava prevista a entrega de 3,2 milhões de doses, mas quantidade foi reduzida para 2 milhões por conta de rígidos protocolos, que ocasionalmente podem alterar as previsões semanas de entrega das doses.

    "Bio-Manguinhos/Fiocruz não está enfrentando qualquer problema técnico ou operacional na fábrica. Todos os equipamentos funcionam corretamente e as equipes de fabricação da vacina COVID-19 já dominam os processos de produção", acrescentou a entidade.

    A organização ainda destacou que prevê implantar um novo acréscimo na produção com um novo turno de trabalho, que deve impulsionar a fabricação de vacinas a um ritmo de 1,2 milhão de doses por dia.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    Homem furta 50 doses de vacina contra a COVID-19 em posto de saúde no Rio
    Brasil chega a 13 milhões de casos de COVID-19; mais de 20 milhões já foram vacinados
    Estudo mostra que imunização da vacina da Moderna dura pelo menos 6 meses
    Putin e Bolsonaro discutem aquisição e produção da vacina Sputnik V pelo Brasil
    Tags:
    Oxford, vacina, Fiocruz, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar