21:39 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    251
    Nos siga no

    Cinquenta doses da vacina CoronaVac, fabricadas pelo Instituto Butantan, foram furtadas de uma unidade de saúde no bairro de Colégio, na zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada do último domingo (4).

    As imagens de uma câmera de segurança flagraram o homem. Porém, até a tarde desta segunda-feira (5), ele ainda não tinha sido identificado nem localizado, conforme publicou o Estadão.

    O furto ocorreu no Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima. Uma das câmeras mostra o ladrão caminhando com um laptop e cinco frascos de vacina (cada frasco contém dez doses). O local tinha vigia durante a noite, mas ele não foi visto.

    "Ele entrou por uma parte que não estava sendo vigiada, porque o vigia estava na parte da frente do posto e ele entrou pela parte de trás. Ele forçou uma das entradas, foi direto para o local, pegou as vacinas e um laptop e conseguiu fugir sem passar pelo vigia", disse o delegado Fábio Luiz da Silva, da 6ª DP (Cidade Nova), que investiga o crime.
    Em São Paulo, Brasil, caminhões com doses da vacina CoronaVac contra a COVID-19 deixam o Instituto Butantan, em 15 de março de 2021
    © REUTERS / Carla Carniel
    Em São Paulo, Brasil, caminhões com doses da vacina CoronaVac contra a COVID-19 deixam o Instituto Butantan, em 15 de março de 2021

    Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, se forem recuperadas, as doses não serão mais utilizadas por uma questão de segurança. De acordo com o órgão, não é possível garantir que os imunizantes tenham sido mantidos sob as condições ideais de conservação.

    Se o autor do crime for localizado, ele pode ser condenado a até oito anos de prisão, por furto qualificado.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    Brasil: ministro da Saúde propõe adaptar fábricas veterinárias para produzir vacinas
    China doa 150 mil doses de vacina para El Salvador
    Sputnik V protege melhor contra cepa sul-africana do que vacina da Pfizer, diz fonte
    Tags:
    Brasil, Rio de Janeiro, vacinação, vacina, pandemia, Vacina CoronaVac, novo coronavírus, COVID-19, furtos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar