22:19 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    0 92
    Nos siga no

    A crise sanitária e a disseminação de novas variantes do SARS-CoV-2 no país têm criado obstáculos para fabricantes internacionais de suprimentos para vacinas enviarem remessas de reagentes e insumos ao Brasil.

    Maurício Zuma, diretor da Bio-Manguinhos - unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que produz a vacina da Oxford/AstraZeneca -, afirmou ao portal UOL que já "acendeu o alerta amarelo" para possíveis atrasos nas entregas ao Plano Nacional de Imunização (PNI).

    Sem revelar nomes e país de origem, o pesquisador disse que algumas empresas estrangeiras já se recusaram a pousar no Brasil por causa da pandemia.

    Com a possível falta de insumos, a produção de imunizantes da Fiocruz contra a COVID-19 corre risco de ser suspensa.

    Frascos da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a COVID-19 fabricados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
    © AP Photo / Bruna Prado
    Frascos da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a COVID-19 fabricados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

    Segundo Zuma, agora os setores comercial e de logística da instituição tentam viabilizar voos alternativos e encontrar empresas dispostas a pousar no país.

    Em nota enviada ao portal, a assessoria de imprensa da Fiocruz admitiu dificuldades com o transporte internacional e citou outros motivos para o cancelamento de voos.

    "As companhias aéreas estão com a malha reduzida e se deparando com constantes problemas com falta de tripulação. Tal cenário gera o aumento de prazos para recebimento de cargas, com atrasos e reprogramação de voos. Programações de embarque são postergadas, voos são cancelados ou passamos pela situação de falta de espaço para nossas cargas em aeronaves", disse a assessoria.
    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    Senado brasileiro protocola ofício à ONU pedindo antecipação do envio de vacinas do COVAX Facility
    Consórcio da OMS pode atrasar entrega de vacinas para Brasil, diz senadora
    Cientistas russos conseguem modernizar vacina Sputnik V em 2 dias para vencer novas cepas
    Tags:
    voos, Brasil, imunizante, imunização, vacinação, vacina, Fiocruz, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar