09:49 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)
    266
    Nos siga no

    O presidente da Câmara do Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu, nesta quarta-feira (31), a possibilidade de empresas comprarem e distribuírem vacinas contra a COVID-19.

    Para Lira, não há conflitos de interesse na entrada do setor privado no processo de aquisição de imunizantes. O parlamentar alega que os empresários podem dar celeridade à compra e aplicação de doses.

    Ele afirmou que a Câmara iniciará, nesta quarta-feira (31), a discussão sobre o tema, conforme publicado pelo Estadão. A ideia é que empresas possam comprar doses de vacinas sem precisar, obrigatoriamente, doar todas as doses adquiridas ao Programa Nacional de Imunização (PNI).

    Segundo ele, o projeto servirá "para que o empresário possa vacinar os seus funcionários para manter a sua empresa, o seu negócio de pé, e também extrapolar para o SUS [Sistema Único de Saúde] uma quantidade, podendo também extrapolar para a família dos seus funcionários uma quantidade".
    Em São Paulo, Brasil, caminhões com doses da vacina CoronaVac contra a COVID-19 deixam o Instituto Butantan, em 15 de março de 2021
    © REUTERS / Carla Carniel
    Em São Paulo, Brasil, caminhões com doses da vacina CoronaVac contra a COVID-19 deixam o Instituto Butantan, em 15 de março de 2021

    Lira também cobrou um controle mais rígido do Ministério da Saúde sobre os dados de vacinação do país. O presidente da Câmara afirmou que, de acordo com os gráficos oficiais, foram distribuídas 34 milhões de doses de imunizantes, mas que só 18 milhões foram aplicadas até o momento.

    "O ministério pode entender que está havendo atraso na informação de vacinação, que prejudica também a nossa avaliação nacional de para onde há necessidade de enviar vacinas?", indagou o parlamentar.
    Tema:
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)

    Mais:

    'Ao não negociar vacinas com a Rússia, Brasil errou 2 vezes', diz professor
    Anvisa aprova uso emergencial da vacina Johnson & Johnson contra COVID-19
    Anvisa nega pedido para importar vacina indiana Covaxin
    Tags:
    vacinação, vacina, empresários, conflito de interesses, Arthur Lira, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar