22:28 29 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)
    0 52
    Nos siga no

    Os prefeitos do Rio de Janeiro e Niterói, Eduardo Paes (DEM) e Axel Grael (PDT), anunciaram nesta segunda-feira (22) que a partir da próxima sexta-feira (26) somente os serviços essenciais terão autorização para funcionar.

    De acordo com as novas medidas de restrição para conter a disseminação do coronavírus, bares, lanchonetes e restaurantes só funcionarão através do esquema de entrega ou drive-thru.

    As novas restrições serão adotadas inicialmente por um prazo de dez dias, entre 26 de março e 4 de abril, período que está sendo chamado de "superferiado".

    Com as novas regras, funcionarão normalmente serviços como supermercados, farmácias, transporte, bancos, serviços médicos, loja de material de construção pet shop e locação de carros. Lojas de comércio não essencial, shoppings, boates, museus, bares e restaurantes deverão ficar fechados.

    "Eu não chamaria de nem de feriado. Eu chamaria de momento de celebração da vida, de mais isolamento social. Porque feriado traz para a gente o momento da viagem, de lazer, ou tomar uma cerveja com os amigos, de jogar bola, ir para a praia", disse Eduardo Paes.

    O anúncio do prefeito entra em choque com a declaração do governador Cláudio Castro (PSC), que, ao anunciar que o estado do Rio de Janeiro terá um "superferiado" de dez dias, afirmou que os municípios não poderão determinar o fechamento de bares e restaurantes durante o período.

    De acordo com a prefeitura do Rio, a maior parte das medidas municipais se sobrepõem às normas do estado, incluindo o funcionamento de bares e restaurantes.

    Tema:
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)

    Mais:

    Pela 1ª vez, Brasil tem mais de 15 mil mortes causadas pela COVID-19 em uma semana
    'Sintomas de longo prazo' pós-COVID estão desaparecendo misteriosamente em pacientes vacinados
    OPAS vai ajudar o Brasil a comprar remédios usados em intubações de pacientes com COVID-19
    'É injusto que o Brasil seja visto como ameaça global', diz Ernesto Araújo sobre a COVID-19
    Total de mortes pela COVID-19 no Brasil chega a 292.856
    Tags:
    lockdown, Eduardo Paes, Rio de Janeiro, Brasil, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar