21:32 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)
    0 91
    Nos siga no

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (19).

    A entidade pede que a corte determine a aquisição de vacinas suficientes para a imunização em massa da população brasileira contra a COVID-19.

    O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, que assina o pedido, acusa o governo federal de encarar a vacinação "mais como um problema do que uma solução", gerando atrasos na campanha de imunização e o aumento do risco do surgimento de novas variantes no país.

    "Em inúmeros episódios, aqueles que deveriam ser responsáveis por gerir as crises se valeram de seus discursos e cargos para deslegitimar a vacinação, discriminando os imunizantes de determinados países e fazendo terrorismos sobre os possíveis efeitos da vacina na saúde da população", disse Santa Cruz no texto, conforme publicado pelo Estadão.
    O presidente Jair Bolsonaro durante evento no Palácio do Planalto.
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    O presidente Jair Bolsonaro durante evento no Palácio do Planalto.

    A OAB acrescenta que a postura do governo no combate à pandemia "tem sido descrita por especialistas da Saúde e pela mídia, dentro e fora do país, como um dos fatores que contribuíram para a conjuntura calamitosa atual".

    "A situação, conforme amplamente noticiada, é dramática e exige medidas urgentes e drásticas", afirmou o presidente da OAB.
    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)

    Mais:

    Paes explica novas medidas restritivas no Rio para conter COVID-19
    COVID-19: 'Quem recusar vacina da AstraZeneca vai para o fim da lista', diz Saúde de Portugal
    Pela 1ª vez, Brasil tem mais de 15 mil mortes causadas pela COVID-19 em uma semana
    Tags:
    vacinação, vacina, OAB, Felipe Santa Cruz, Supremo Tribunal Federal (STF), pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar