05:07 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)
    050
    Nos siga no

    Um levantamento da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) divulgado nesta sexta-feira (19) indica que o oxigênio para pacientes de COVID-19 está prestes a acabar em pelo menos 78 municípios de 22 estados do Brasil.

    A informação foi publicada pelo G1. A FNP enviou questionários a 2.500 das 5.570 prefeituras do país. Destas, 574 responderam às perguntas.

    O portal publicou também relatos de algumas prefeituras. A administração da capital acreana, Rio Branco, informou que enfrenta dificuldade para conseguir oxigênio desde o final de fevereiro e argumenta que os valores para a compra são "exorbitantes".

    Em algumas cidades, como São João do Sabugi, no Rio Grande do Norte, e Granja e Guaraciaba do Norte, ambas no Ceará, relataram que o oxigênio acabará nos próximos dias.

    Há inclusive prefeituras que informaram que já estão sem oxigênio: Ibiapina, no Ceará, e Delfim Moreira, em Minas Gerais, estão recorrendo a cidades vizinhas para a reposição do insumo.

    Em janeiro, a cidade de Manaus, capital amazonense, sofreu com o grande aumento no número de casos de COVID-19 e com a falta de leitos e de oxigênio para os pacientes nos hospitais. 

    Parentes de pacientes internados em hospitais com COVID-19 fazem fila para recarregar cilindros de oxigênio na frente da empresa Nitron da Amazônia, no Distrito Industrial II de Manaus (AM)
    © Folhapress / Sandro Pereira
    Parentes de pacientes internados em hospitais com COVID-19 fazem fila para recarregar cilindros de oxigênio na frente da empresa Nitron da Amazônia, no Distrito Industrial II de Manaus (AM)

    Como um alento diante do pior momento da pandemia no Brasil, o governo federal assinou contratos nesta sexta-feira (19) com os laboratórios Pfizer/BioNTech e Janssen (a farmacêutica da Johnson & Johnson) para a aquisição de 138 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19.

    Destas, 100 milhões de doses são do imunizante da Pfizer/BioNTech, e as outras 38 milhões são do braço farmacêutico da Johnson & Johnson.

    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)

    Mais:

    Idosos têm mais probabilidade de se infectarem por COVID-19 pela 2ª vez, diz estudo
    Datafolha: 71% dos brasileiros apoiam fechar comércio para frear a COVID-19
    Paes explica novas medidas restritivas no Rio para conter COVID-19
    COVID-19: 'Quem recusar vacina da AstraZeneca vai para o fim da lista', diz Saúde de Portugal
    COVID-19: sem tratamento ainda, máscara pode fazer mais do que UTI, diz infectologista
    Tags:
    COVID-19, Brasil, oxigênio, saúde, cidades, prefeitos, novo coronavírus, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar