10:39 29 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)
    0 41
    Nos siga no

    Em função da alta nos índices de internações por COVID-19 no Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes fechou as praias e áreas de lazer da cidade no fim de semana.

    As mudanças foram anunciadas na noite desta quinta-feira (18) e passam a valer a partir de sábado (20). Nesta sexta-feira (19), o prefeito se reúne com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, para a divulgação do boletim sobre o coronavírus na cidade.

    No encontro, eles devem detalhar as medidas que serão adotadas no final de semana. A Prefeitura do Rio considera que os próximos dias vão dar o tom das novas medidas e anunciou uma reunião com o comitê científico na segunda-feira (22).

    O lockdown é uma possibilidade, escreve o portal G1, que relembrou que as UTIs dos hospitais públicos do Rio tinham mais de 622 pacientes internados nesta quinta-feira (18).

    Este foi o maior número desde o início da pandemia, mesmo se considerado o momento em que havia hospitais de campanha. A ocupação de leitos de UTI na rede do SUS na capital — incluindo leitos municipais, estaduais e federais — é de 95%.

    Apesar das restrições para limitar a propagação da COVID-19, milhares de pessoas lotam a praia de Ipanema, Rio de Janeiro, Brasil, 24 de janeiro de 2021
    © AP Photo / Bruna Prado
    Apesar das restrições para limitar a propagação da COVID-19, milhares de pessoas lotam a praia de Ipanema, Rio de Janeiro, Brasil, 24 de janeiro de 2021

    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)

    Mais:

    Polícia do Rio manda prender MCs por aglomeração em bailes funk durante pandemia
    MP do Rio encerra órgão que investigou suposta 'rachadinha' de Flávio Bolsonaro
    Sputnik Brasil na rua: população carioca fala sobre fechamento do comércio no Rio (VÍDEO)
    Tags:
    lockdown, pandemia, economia, Eduardo Paes, Rio de Janeiro, Brasil, praia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar