17:05 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)
    163
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (17), o Brasil registrou 3.149 novas mortes por COVID-19, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

    Os dados do CONASS mostram que o Brasil ultrapassou o número de três mil mortes diárias, além de um recorde de 99.634 novos casos confirmados de COVID-19. Segundo a organização, o Brasil acumula mais de 284 mil óbitos e 11.693.838 casos registrados do novo coronavírus.

    Em nota, o CONASS explica que o número recorde de mortes inclui 501 óbitos registrados no Rio Grande do Sul ocorridos na terça-feira (16), mas que não foram computados devido ao horário de envio dos dados da secretaria de Saúde gaúcha.

    Funcionário do hospital João Lúcio retira corpo de paciente morto em decorrência da COVID-19 de contêiner frigorífico, em Manaus, Amazonas (arquivo)
    © Folhapress / Sandro Pereira
    Funcionário do hospital João Lúcio retira corpo de paciente morto em decorrência da COVID-19 de contêiner frigorífico, em Manaus, Amazonas (arquivo)

    O Brasil vive atualmente o pior momento da pandemia. Um recente boletim emitido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) descreve a situação como o "maior colapso sanitário e hospitalar da história do Brasil", com 14 estados registrando taxa de ocupação de UTIs de 90% ou mais. Apenas Roraima e Rio de Janeiro apresentam taxa abaixo de 80%, segundo a Fiocruz.

    Média de mortes diárias passa de 2 mil

    Segundo os dados do consórcio de veículos de imprensa, a média de mortes diárias no Brasil também segue batendo recordes. Nesta quarta-feira (17), a média ultrapassou as duas mil mortes diárias, chegando a 2.031 óbitos.

    Além disso, a taxa média de óbitos cresce de forma rápida, tendo avançado 49% em relação às duas últimas semanas. Há 19 dias consecutivos a taxa segue batendo recordes diários. Em relação à média de casos, o número também segue alto e chegou a 70.637 registros.

    Sepultadores carregam caixão com vítima da COVID-19 no cemitério da Vila Formosa, na zona leste de São Paulo, em 16 de março de 2021
    © Folhapress / Lalo de Almeida
    Sepultadores carregam caixão com vítima da COVID-19 no cemitério da Vila Formosa, na zona leste de São Paulo, em 16 de março de 2021

    Ainda segundo os dados do consórcio, a média de mortes cresce em 20 estados e no Distrito Federal. Apenas Rio de Janeiro, Acre, Bahia e Maranhão estão com tendência de estabilidade. Enquanto Amazonas e Roraima são os únicos que apresentaram queda na média.

    O consórcio dos veículos de imprensa usa dados das secretarias estaduais de Saúde, mas registrou um número de mortes menor que o CONASS nesta quarta-feira (17), com 2.736 óbitos.

    Vacinação chegou a 5% da população

    Ainda segundo os dados do consórcio de veículos de imprensa, a vacinação contra a COVID-19 no Brasil alcançou cerca de 10,7 milhões de brasileiros com pelo menos uma dose. Isso representa 5,06% da população do país.

    Já a segunda dose da vacina foi aplicada até agora em cerca de 3,9 milhões de pessoas no Brasil, ou 1,85% dos brasileiros. Mais de 14 milhões de doses de vacina contra a COVID-19 foram aplicadas no país até agora.

    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)

    Mais:

    São Paulo tem 679 mortes por COVID-19 e bate recorde diário
    Novo ministro da Saúde promete unificar protocolos de atendimento da COVID-19
    Lula pede que Biden convoque reunião do G20 para redistribuir vacinas contra a COVID-19 (VÍDEO)
    Tags:
    COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar