09:52 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    8306
    Nos siga no

    O general Eduardo Pazuello vai deixar o comando do Ministério da Saúde após comunicar ao presidente Jair Bolsonaro estar com problemas de saúde e que, por isso, precisará de mais tempo para se reabilitar.

    A informação é de fontes do Planalto, segundo publicou neste domingo (14) O Globo.

    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, discursa durante cerimônia no Palácio do Planalto, Brasília, 24 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, discursa durante cerimônia no Palácio do Planalto, Brasília, 24 de fevereiro de 2021

    Segundo o jornal, pessoas próximas ao presidente já entraram em contato com dois médicos cardiologistas cotados para substituir Pazuello: Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP; e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

    O nome de Ludhmilla, como divulgou o blog da jornalista Andreia Sadi, é o preferido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e de deputados do chamado сentrão.

    O pedido de afastamento vem em um momento de auge na pressão de deputados do сentrão, que pedem uma mudança no comando do Ministério da Saúde sob o pretexto de má gestão da pandemia de COVID-19.

    Mais:

    Recusa em quebrar patentes marca ruptura na política externa do Brasil, diz analista
    Brasil tem 3º dia seguido com mais de 2 mil mortes por COVID-19
    Brasil tem novo recorde na média móvel de mortes causadas pela COVID-19
    Tags:
    Ministério da Saúde, governo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar