08:33 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)
    0 31
    Nos siga no

    Na noite desta sexta-feira (12), o Ministério da Saúde voltou a alterar o cronograma de distribuição de vacinas no país, aumentando a previsão de março de 30 milhões para 38 milhões.

    A mudança ocorreu com a volta da Covaxin - desenvolvida pelo laboratório indiano Bharat Biotech - ao calendário deste mês.

    O problema é que, por enquanto, o produto ainda não foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que nem iniciou a análise, conforme divulgou o Estadão.

    Em São José dos Campos, interior de São Paulo, uma dose da vacina russa Spuntik V é manuseada em frente a um logo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2 de fevereiro de 2021
    © Folhapress / Fotoarena / Luis Lima Jr
    Em São José dos Campos, interior de São Paulo, uma dose da vacina russa Spuntik V é manuseada em frente a um logo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2 de fevereiro de 2021

    O cronograma vem sendo alterado constantemente. Isso porque muitas das encomendas do governo federal não têm se confirmado.

    Das 12 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca fabricadas na Índia, apenas quatro milhões foram liberadas ao Brasil.

    Além disso, houve atraso na produção da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O Ministério da Saúde chegou a prever cerca de 13 milhões, mas para este mês o instituto entregará só 3,8 milhões.

    No mês passado, o governo estimava 46 milhões de vacinas para março. Para fevereiro, a conta também falhou: em vez das 11,3 milhões de unidades previstas, chegaram somente 6,25 milhões.

    Tema:
    Situação com coronavírus no Brasil em meados de março de 2021 (116)

    Mais:

    Recusa em quebrar patentes marca ruptura na política externa do Brasil, diz analista
    Cientistas encontram nova cepa em SP com potencial de maior transmissão
    Brasil tem 3º dia seguido com mais de 2 mil mortes por COVID-19
    Tags:
    COVID-19, Brasil, Índia, vacinação, vacina, ministro, Eduardo Pazuello, saúde, Ministério da Saúde
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar