10:21 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    132
    Nos siga no

    O governador de São Paulo, João Doria, disse nesta quarta-feira (10) que a CoronaVac é eficaz contra as três variantes do coronavírus em circulação no Brasil, a britânica, a brasileira e a sul-africana.

    Segundo Doria, a eficácia da vacina, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, foi verificada por estudo feito pela entidade ao lado da Universidade de São Paulo (USP). 

    A declaração foi feita durante entrevista coletiva do governador. Ainda não foram apresentados mais detalhes da pesquisa. 

    "Uma nova pesquisa comprova que a vacina do Butantan é eficaz contra as novas cepas do coronavírus. Essa é uma excepcional notícia. Essa pesquisa do Butantan feita em parceria com a USP comprovou que essa vacina é eficaz contra as três variantes do coronavírus em circulação no Brasil", disse Doria, segundo o portal G1.

    De acordo com o diretor do Butantan, Dimas Covas, o imunizante também é eficaz contra a variante de Manaus, conhecida como P.1 e originária da mutação brasileira (B.1.1.28). Ele disse que a P.1 pode ser a principal cepa em circulação em diversos municípios brasileiros. 

    Vacinação segue lenta

    A CoronaVac e a vacina de Oxford/AstraZeneca são no momento os únicos dois imunizantes sendo utilizados na campanha de vacinação no país, que segue em ritmo lento

    O surgimento das variantes e a demora na vacinação geram preocupação e, segundo especialistas, ajudam a provocar uma alta de casos e mortes da COVID-19. 

    Na semana passada, lote com 8.000 litros de insumos chegou a São Paulo. Com isso, o Butantan espera produzir 14 milhões de doses e iniciar distribuição até o final de março. 

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Estudo indica que vacina da Sinovac funciona contra variante brasileira do coronavírus
    Itália: hospitais voltam a ficar saturados por variante britânica da COVID-19
    COVID-19: variante britânica tem mortalidade até 100% superior a outras cepas, diz estudo
    Tags:
    vacina, Instituto Butantan, Vacina CoronaVac, São Paulo, João Doria, COVID-19, novo coronavírus, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar