21:32 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    0 37
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (9), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), confirmou que pautará a chamada PEC Emergencial ainda amanhã, na quarta-feira (10).

    Conforme publicou o portal UOL, Lira confia na aprovação da PEC 186/2019, conhecida como PEC Emergencial. A aprovação de uma PEC exige maioria qualificada para ser aprovada, no mínimo 308 votos na Câmara dos Deputados.

    A PEC libera R$ 44 bilhões para além do teto de gastos ao governo federal com o objetivo do pagamento de mais parcelas do auxílio emergencial, que deve ter valores menores e escalonados em 2021.

    Além disso, a PEC também pretende ampliar a rigidez da aplicação de medidas de contenção fiscal, controle de despesas com pessoal e ainda a diminuição de incentivos tributários.

    Movimentação em agência da Caixa Econômica na cidade de Curitiba (PR), para recebimento do auxílio emergencial pago pelo governo.
    © Folhapress / Eduardo Matysiak/Futura Press
    Movimentação em agência da Caixa Econômica na cidade de Curitiba (PR), para recebimento do auxílio emergencial pago pelo governo

    Na segunda-feira (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o novo auxílio emergencial deve ter valores de R$ 175,00, R$ 250,00 e R$ 375,00.

    O valor é inferior ao original de R$ 600,00 pago em cinco parcelas em 2020 a partir de maio. O valor depois foi diminuído nos últimos quatro meses do ano para R$ 300,00. No caso de mulheres solteiras com filhos, o valor era dobrado.

    A nova rodada do auxílio pagará quatro parcelas de R$ 375,00 para mães solteiras, R$ 250,00 para casais e R$ 175,00 para homens solteiros. Não foram informados os valores para casais com filhos.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Auxílio emergencial no Brasil vai chegar a mais de 40 milhões de pessoas, diz jornal
    Carlos Bolsonaro recebeu doação de 63 beneficiários do auxílio emergencial, diz jornal
    PEC do auxílio emergencial propõe fim de gasto mínimo com educação e saúde no Brasil
    Tags:
    Arthur Lira, Paulo Guedes, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar