10:52 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    270
    Nos siga no

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou que vai dar início à produção em larga escala da vacina de Oxford/AstraZeneca nesta segunda-feira (8).

    As injeções fabricadas com o ingrediente farmacêutico ativo importado da China passaram nos testes de estabilidade e de consistência e, com isso, a Fiocruz recebeu o aval para dar prosseguimento à produção. A informação foi publicada pela Folha.

    A primeira remessa das doses produzidas pela Fiocruz deveria ser distribuída nos próximos dias, mas acabou adiada para o fim de março por conta de uma falha técnica em uma máquina que lacra as embalagens dos imunizantes.

    A previsão é que 3,8 milhões de doses já produzidos em solo brasileiro, no Rio de Janeiro, sejam entregues ao Ministério da Saúde até o fim de março.

    Seringa e logo da farmacêutica AstraZeneca
    © Sputnik / Vladimir Trefilov
    Seringa e logo da farmacêutica AstraZeneca

    A última das remessas de insumos importados da China que já chegaram ao Brasil foi recebida pela Fiocruz no dia 28 de fevereiro. Com novos lotes que continuarão a chegar até junho, a Fundação prevê que será possível ter 100,4 milhões de doses da vacina. 

    As vacinas da Fiocruz serão essenciais para dar prosseguimento à vacinação nacional. Até o balanço divulgado neste domingo (7) 8.220.820 cidadãos brasileiros já haviam recebido pelo menos uma dose de uma das vacinas contra a COVID-19, o que representa 3,88% da população brasileira. Destas, 2.718.147 já tomaram também a segunda dose.

    Segundo reportagem publicada nesta sexta-feira (5), integrantes da cúpula do Ministério da Saúde avaliam que o Brasil vai viver nas próximas duas semanas o pior momento da pandemia, e os registros de mortes por dia podem passar de três mil.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Por que homens se infectam com COVID-19 mais frequentemente? Médico revela fator determinante
    COVID-19: Conmebol suspende jogos do Brasil contra Argentina e Colômbia pelas eliminatórias
    COVID-19: Itália pede que UE aprove uso da Sputnik V em breve
    Estado de SP bate novo recorde de internados e de ocupação de UTIs por causa da COVID-19
    Tags:
    Fiocruz, Brasil, novo coronavírus, pandemia, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar