14:21 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)
    130
    Nos siga no

    Na quarta-feira (3), o Instituto Butantan liberou mais 900 mil doses da vacina Coronavac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

    O Instituto Butantan recebeu um novo lote de insumos vindos da China para a produção da Coronavac, vacina contra a COVID-19 desenvolvida pelo laboratório chinês SinoVac em parceria com o Butantan. A carga chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos por volta de 6h10 desta quinta-feira (4).

    A carga será levada para o Instituto Butantan, responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil - envase, inspeção e rotulagem. O lote tem 8 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) e essa matéria-prima permitirá a produção de mais de 14 milhões de doses do imunizante, que serão destinadas ao PNI.

    O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, estiveram no local para receber o material. A previsão do Butantan é receber, até abril, o total de insumos necessários para produção de 46 milhões de doses da vacina.

    O Brasil alcançou recorde de mortos pela COVID-19 pelo segundo dia consecutivo na quarta-feira (3), com registro de 1.910 óbitos. Com isso, total de óbitos no Brasil pelo coronavírus chegou a 259.271. Ao todo, 10.718.630 pessoas já foram infectadas com o vírus.

    O Brasil vacinou pelo menos 7.255.888 pessoas com a primeira dose de imunizantes contra a COVID-19. Desses, 2.236.720 receberam a segunda dose. Ao todo, foram 9.492.608 doses administradas no país.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de março de 2021 (92)

    Mais:

    Rússia deve vacinar 30% da população até maio para evitar 3ª onda da COVID-19
    Governo Bolsonaro decide comprar vacina da Pfizer, diz revista
    Por telefone, premiê da Itália cobra mais rapidez da Comissão Europeia na aquisição de vacinas
    União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V contra coronavírus
    Tags:
    Instituto Butantan, São Paulo, Brasil, COVID-19, novo coronavírus, Vacina CoronaVac
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar