07:09 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no final de fevereiro de 2021 (64)
    0 40
    Nos siga no

    Um novo lote de insumos para a produção de 12 milhões de doses da vacina de Oxford chegará ao Brasil neste sábado (27), segundo o governo federal.

    O carregamento de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) será entregue à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que produzirá as vacinas. A previsão da chegada das doses foi confirmada pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, pelo Twitter.

    O insumo será importado da China, assim como o primeiro lote de IFA, que permitiu a produção de 2,8 milhões de doses de vacina. As duas cargas foram produzidas pelo laboratório chinês Wuxi Biologics.

    As novas doses serão entregues ao ministério da Saúde, que incluirá as vacinas no cronograma para a distribuição de imunizantes. Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o Brasil terá, até o mês de julho, 230,7 milhões de vacinas de diferentes farmacêuticas.

    O ritmo de vacinação no Brasil continua lento. Após mais de um mês do lançamento da campanha nacional de imunização, 6.338.137 pessoas receberam a primeira dose de vacina contra a COVID-19 no Brasil, o que representa 2,99% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 1.750.781 pessoas (0,83% da população do país). No total, 8.088.918 doses foram aplicadas no Brasil.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no final de fevereiro de 2021 (64)

    Mais:

    Coreia do Sul inicia campanha de vacinação contra COVID-19
    Aumento do salário mínimo é retirado do plano de estímulo norte-americano contra a COVID-19
    Primeiras vacinas contra COVID-19 chegam ao Uruguai
    Por que o Brasil vive o pior momento da pandemia 1 ano após 1º caso de COVID-19?
    COVID-19: governo argentino anuncia que fabricará localmente vacina russa Sputnik V
    Tags:
    China, novo coronavírus, COVID-19, pandemia, vacina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar