07:40 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    235
    Nos siga no

    O ministro Fábio Faria se reuniu nesta quinta-feira (4) com o investidor Marcus Wallenberg, sócio da gigante de tecnologia Ericsson e do laboratório que fabrica a vacina contra a COVID-19.

    A comitiva da missão brasileira de representantes do Ministério das Comunicações e do Tribunal de Contas da União, que está passando por diferentes países em que ficam as matrizes de fabricantes de equipamentos 5G, fez sua primeira escala hoje (4), na Suécia.

    Eles foram recebidos pelo CEO da Investor AB, Marcus Wallenberg, companhia com participação em grandes empresas, como a Ericsson e a AstraZeneca, escreve o portal Tele Síntese.

    ​"Nós passamos o dia todo em reunião e fomos muito bem recebidos na sede da Ericsson. Conversamos sobre as tecnologias utilizadas no 5G e também pedimos ao Wallenberg para que leve ao conselho da AstraZeneca a nossa necessidade por mais doses e insumos para a vacina", destacou o ministro.

    A agenda do dia começou com uma visita à sede da gigante sueca de tecnologia, na capital do país, Estocolmo, às 09h00 (05h00, no horário de Brasília). O ministro e os demais membros da missão participaram de uma demonstração e visita ao centro de protótipos de 5G.

    Na sexta-feira (5), o grupo visitará as instalações da Nokia, na Finlândia. A agenda inclui reuniões com o Ministro das Comunicações e Transporte finlandês, Timo Harakka, com o CEO da Nokia, Pekka Lundmark.

    5G no Brasil

    Em 1º de fevereiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) adiou para o dia 24 a decisão final sobre edital para 5G no Brasil. A expectativa em torno do leilão é grande, uma vez que o governo federal tem posições contraditórias sobre a participação da Huawei.

    Neste contexto, há, também, pressão de operadoras de telecomunicação, preocupadas com uma portaria publicada na sexta-feira (29) pelo governo Bolsonaro com regras que devem ser cumpridas pelas companhias vencedoras do certame.

    Uma das principais reclamações do setor foi a exigência de criar uma rede privativa para o governo federal, formada por uma rede móvel no Distrito Federal e uma infraestrutura de fibra óptica para prédios públicos fora de Brasília.

    Fábio Faria durante sua posse como ministro das Comunicações, no salão Nobre do Palácio do Planalto
    © Folhapress / Edu Andrade / Fatopress
    Fábio Faria durante sua posse como ministro das Comunicações, no salão Nobre do Palácio do Planalto

    Mais:

    Alemanha cede à pressão dos EUA e limita a tecnologia 5G da Huawei no país
    FBI investiga se explosão em Nashville foi causada por 'paranoia com 5G'
    Problemas com insumos para vacina podem afetar negociações da rede 5G no Brasil?
    Tags:
    COVID-19, Ericsson, tecnologia 5G, 5G, Fábio Faria, Suécia, Ministério das Comunicações
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar