02:29 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil contra coronavírus no início de fevereiro de 2021 (64)
    191
    Nos siga no

    O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira (1º) que a China autorizou a exportação de mais 5,6 mil litros de insumos para a produção da vacina CoronaVac.

    O produto é suficiente para produzir 8,7 milhões de doses do imunizante, segundo o governador. A previsão é que o novo lote chegue ao Brasil até o dia 10 de fevereiro. As informações foram publicadas pelo portal G1.

    O montante anunciado por Doria se soma a outros 5,4 mil litros de insumos previstos para chegarem ao Brasil na noite desta quarta-feira (3). O Instituto Butantan, que fabrica a vacina em parceria com o laboratório Sinovac, disse que vai produzir, em 20 dias, cerca de 8,6 milhões de doses do imunizante.

    O diretor do instituto, Dimas Covas, comentou que a chegada de mais um lote do insumo vai permitir que o Butantan consiga envasar 600 mil doses por dia a partir de 25 de fevereiro.

    "O embarque de mais 5,6 mil litros que deverão chegar na próxima semana darão origem a 8,7 milhões de doses. Isso nos permite prover, a partir do dia 25 de fevereiro, em torno de 600 mil doses por dia até atingir o total de 17,3 milhões de doses em março", afirmou.
    Profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus recebem dose da CoronaVac em local montado no shopping Via Direta, em Natal, Rio Grande do Norte
    © Folhapress / José Aldenir
    Profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus recebem dose da CoronaVac em local montado no shopping Via Direta, em Natal, Rio Grande do Norte

    O acordo feito entre o Butantan e o laboratório chinês Sinovac prevê o recebimento total de 46 milhões de doses. Desse montante, seis milhões foram importadas prontas da China e já estão sendo distribuídas para todo o Brasil.

    Segundo Dimas Covas, um pedido adicional de outros oito mil litros de insumos foi autorizado nesta segunda-feira (1º).

    "A produção com esse quantitativo de matéria-prima prosseguirá muito rapidamente até a integralização de 46 milhões", afirmou.
    Tema:
    Brasil contra coronavírus no início de fevereiro de 2021 (64)

    Mais:

    Brasil é o novo centro do 'trumpismo' no mundo, diz Maduro
    Lewandowski retira sigilo de diálogos entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato
    Greve dos caminhoneiros revela categoria dividida: 'A intenção não é protestar contra o presidente'
    COVID-19: animais de estimação vão precisar ser vacinados? Cientistas respondem
    Visão nunca será a mesma: descoberta nova complicação grave da COVID-19
    Tags:
    Brasil, imunizante, imunização, Vacina CoronaVac, vacinação, vacina, novo coronavírus, João Doria, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar