09:53 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil contra coronavírus no início de fevereiro de 2021 (64)
    371
    Nos siga no

    Ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro criticou o "negacionismo" e aqueles que minimizam os efeitos da pandemia de COVID-19 durante discurso nesta segunda-feira (1º).

    Na sessão de abertura do ano judiciário, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a "racionalidade vencerá o obscurantismo" e que a vacina vencerá o coronavírus, em discurso nesta segunda-feira (1º).

    "Não tenho dúvidas de que a ciência, que agora conta com a tão almejada vacina, vencerá o vírus; a prudência vencerá a perturbação; e a racionalidade vencerá o obscurantismo", disse Fux.

    O ministro criticou o "negacionismo" e aqueles que minimizam os efeitos da pandemia de COVID-19. O presidente da República, Jair Bolsonaro, que desde o início da crise foi contra as medidas de isolamento social, estava presente na sessão.

    "Não devemos ouvir as vozes isoladas, algumas inclusive no âmbito do Poder Judiciário - confesso, fiquei estarrecido com o pronunciamento de um presidente de TJ minimizando as dores desse flagelo -, pessoas que abusam da liberdade de expressão para propagar ódio, desprezam as vítimas e desprezam, através do negacionismo científico, o problema grave que vivemos. É tempo de valorizarmos as vozes ponderadas, confiantes e criativas que laboram diuturnamente, nas esferas pública e privada, para juntos vencermos essa batalha", disse Fux.

    Até este domingo (31), a pandemia já causou mais de 224 mil mortes no Brasil, que já ultrapassou a marca de 9 milhões de casos confirmados.

    Tema:
    Brasil contra coronavírus no início de fevereiro de 2021 (64)

    Mais:

    Bolsonaro critica isolamento novamente: 'Brasileiro é forte' e 'não tem medo do perigo'
    Brasileiros voltam a fazer carreatas por impeachment de Bolsonaro (VÍDEOS)
    Flávio Dino apresenta queixa-crime contra Bolsonaro no STF
    Tags:
    pandemia, novo coronavírus, COVID-19, Jair Bolsonaro, Judiciário, Supremo Tribunal Federal (STF), STF, Luiz Fux
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar