23:06 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)
    0 60
    Nos siga no

    Uma queda de energia no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) comprometeu a utilização de imunizantes contra a COVID-19, já que a vacina precisa ser conservada à temperatura de 2 °C a 8 °C.

    O diretor do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), no Rio de Janeiro, foi exonerado após a perda de 720 doses da vacina CoronaVac no local. A decisão da saída de Edson Joaquim de Santana, que tinha apenas quatro meses no cargo, foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de quarta-feira (27), conforme noticiou o jornal Estadão.

    Três dias antes, no domingo (24), uma queda de energia no hospital comprometeu a utilização das doses do imunizante contra a COVID-19, já que a vacina precisa ser conservada à temperatura de 2 °C a 8 °C.

    Militares desembarcam lote da vacina Coronavac no Distrito Federal
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    Militares desembarcam lote da vacina Coronavac no Distrito Federal

    O motivo da exoneração, porém, ainda não foi oficialmente confirmado.

    A Secretaria Municipal de Saúde do Rio informou ter recolhido as doses e acondicionado em uma câmara fria para investigar o caso.

    Tema:
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)

    Mais:

    Brasil terá vacinas suficientes para imunizar toda a população em 2021?
    Apelo para que Brasil e Índia produzam vacinas contra COVID-19 é muito interessante, afirma analista
    Vacina contra COVID-19 da americana Novavax atinge 89,3% de eficácia
    Tags:
    COVID-19, vacinação, Brasil, Rio de Janeiro, imunizante, vacina, novo coronavírus, Vacina CoronaVac
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar