07:20 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)
    0 01
    Nos siga no

    O governo de São Paulo confirmou nesta terça-feira (26) os três primeiros casos no estado da nova variante do coronavírus identificada inicialmente em Manaus, no Amazonas.

    A detecção foi feita em amostras de três pacientes que tiveram COVID-19 e que foram atendidos na rede pública de saúde em São Paulo, com histórico de viagem ou residência em Manaus.

    A confirmação foi feita pelo Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz, que é vinculado à Secretaria de Saúde estadual. Está é a primeira vez que a variante encontrada no Amazonas é registrada em outro estado do Brasil. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

    A nova variante do novo coronavírus foi encontrada no Amazonas no início de janeiro a partir de quatro viajantes que chegaram ao Japão.

    Funcionário aplica produtos de limpeza em estação do metrô na avenida Paulista, região central de São Paulo, em prevenção ao Coronavírus. Estado já registra mais de 400 mortes provocadas pelo novo Coronavírus
    © Folhapress / Bruno Rocha/Fotoarena
    Funcionário aplica produtos de limpeza em estação do metrô na avenida Paulista, região central de São Paulo, em prevenção ao Coronavírus. Estado já registra mais de 400 mortes provocadas pelo novo Coronavírus

    O estado do Amazonas passa por um colapso no sistema de saúde e vê um aumento no número de mortes causadas pela COVID-19.

    Na semana passada diversos países proibiram a entrada de pessoas vindas do Brasil em seus territórios por conta da nova variante.

    O Instituto Adolfo Lutz informou que os vírus sequenciados pertencem à linhagem P.1 e possuem mutações em posições do gene que codifica a proteína spike, responsável pela maneira como o novo coronavírus se liga às células do corpo humano.

    Embora alguns cientistas tenham afirmado que a variante encontrada no Amazonas seja mais transmissível do que a encontrada na maior parte do país, ainda não há nenhum estudo científico que comprove uma maior transmissibilidade.

    Tema:
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)

    Mais:

    Reveladas diferenças entre anticorpos após infecção pela COVID-19 e após vacinação
    Brasil proíbe voos da África do Sul devido à nova variante da COVID-19
    Cientistas revelam substâncias que diminuiriam probabilidade de morrer de COVID-19
    COVID-19: divergências políticas dificultam resiliência global, diz diretor-geral do Fundo Russo
    Cloroquina: TCU aponta ilegalidade em distribuição de remédio para tratamento da COVID-19
    Tags:
    saúde pública, saúde, infecções graves, infectados, infecção, pandemia, novo coronavírus, São Paulo, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar