13:38 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 12
    Nos siga no

    Estudantes de todo o país fazem neste domingo (24) a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Os portões serão abertos às 11h30.

    Os estudantes podem entrar no local de prova até as 13h, pelo horário de Brasília, e as provas começam a ser aplicadas às 13h30. Neste domingo (24), os participantes fazem as provas de matemática e de ciências da natureza, com 45 questões cada. Os estudantes terão cinco horas para resolver as questões, ou seja até às 18h30 de Brasília, segundo noticiou a Agência Brasil.

    Por causa da pandemia do novo coronavírus, a recomendação é que os estudantes cheguem com antecedência e que seja mantido o distanciamento entre as pessoas, mesmo fora dos locais de aplicação. Quem for diagnosticado com COVID-19 ou apresentar sintomas dessa ou de outras doenças infectocontagiosas até o momento do exame não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

    Ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub, durante entrevista coletiva em Brasília, para tratar do ENEM 2020
    © Folhapress / André Coelho
    Ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub, durante entrevista coletiva em Brasília, para tratar do ENEM 2020

    Esses estudantes terão direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro. A partir desta segunda-feira (25), eles podem fazer o pedido na Página do Participante.

    No domingo passado (17), os estudantes fizeram as provas objetivas de linguagens e ciências humanas, com 45 questões cada, e a prova de redação.

    ​Encerrada a aplicação do Enem impresso, o gabarito das provas objetivas deverá ser divulgado até a próxima quarta-feira (27) e, as notas finais, no dia 29 de março. Com as notas em mãos, os estudantes podem pleitear uma vaga no ensino superior.

    Mais:

    Apesar de tentativas de adiamento, chega 1º dia do Enem 2020
    Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'
    Defensoria da União pede que Enem seja suspenso por falta de segurança sanitária
    Tags:
    Brasil, educação, ENEM, provas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar