01:57 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)
    240
    Nos siga no

    Chegaram nesta noite ao Rio de Janeiro os dois milhões de doses da vacina AstraZeneca enviada pela Índia ao Brasil. Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, todos os estados receberão o imunizante até o final deste sábado (23).

    O avião que trouxe as vacinas do Instituto Serum da Índia chegou na tarde desta sexta-feira (22) em São Paulo. O carregamento, no entanto, foi enviado em seguida para o Rio de Janeiro pois os imunizantes precisarão passar por um processo de checagem de qualidade e segurança, rotulagem e etiquetagem na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na capital fluminense.

    A Fiocruz será a responsável pela fabricação nacional dessa vacina, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. Estima-se que, até o final do ano, 210 milhões de doses serão entregues ao governo federal. 

    ​Em pronunciamento na noite desta sexta-feira (22), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que, quando os lotes enviados à Fiocruz estiverem prontos, eles serão distribuídos entre todos os estados da federação, até a noite deste sábado (23). Segundo o ministro, prioridade será dada apenas ao estado do Amazonas.

    "Damos prioridade neste momento para o estado do Amazonas e sua capital, Manaus, que vive hoje uma situação realmente mais crítica no nosso país. E essa prioridade fica evidente a partir de um acordo com os governadores, onde 5% dessa primeira carga serão destinados aonde está o maior risco do país, que é em Manaus", afirmou.

    Tema:
    Brasil lidando contra COVID-19 no final de janeiro de 2021 (92)

    Mais:

    Brasil paga à Índia mais que o dobro que países europeus pela vacina da AstraZeneca
    Pfizer se compromete a fornecer 40 milhões de vacinas a países pobres e em desenvolvimento
    Avião com as vacinas da Índia chega ao Brasil (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Índia, avião, Universidade de Oxford, vacina, saúde, Rio de Janeiro, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar