22:44 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil em meados de janeiro de 2021 (52)
    0 30
    Nos siga no

    O secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou nesta segunda-feira (11) que os dados de eficácia geral da CoronaVac serão anunciados nesta terça-feira (12) pelo Instituto Butantan.

    A afirmação foi feita durante entrevista concedida à GloboNews, na manhã desta segunda-feira (11).

    "Esses dados que nós chamamos de eficácia global estão em posse do Butantan e da agência reguladora, a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], e dessa maneira saberemos todos amanhã essa informação que é de fundamental importância para que nós possamos inseri-la inclusive nas próprias campanhas [de vacinação]", disse Gorinchteyn.

    Na última quinta-feira (7), o Butantan divulgou a eficácia de 78% da vacina contra casos leves de COVID-19, além de 100% contra casos graves. No entanto, a eficácia geral, contra qualquer tipo de caso (leve, moderado ou grave), ainda não é de conhecimento público.

    Movimentação de voluntários e médicos em unidade de testes da CoronaVac, no Instituto Emílio Ribas (Butantan) região central de São Paulo
    © Folhapress / Bruno Rocha /Fotoarena
    Movimentação de voluntários e médicos em unidade de testes da CoronaVac, no Instituto Emílio Ribas (Butantan) região central de São Paulo

    CoronaVac apresentou eficácia de 65,3% na Indonésia

    Nesta segunda-feira (11), a Indonésia divulgou que a eficácia geral dos testes da CoronaVac realizados nacionalmente foi de 65,3%. Diante do resultado, a Indonésia tornou-se o primeiro país, depois da China, a aprovar o uso emergencial do imunizante.

    A chefe da agência sanitária nacional, Penny Lukito, comemorou o resultado dos testes: "Vamos apoiar o programa de vacinação contra a COVID-19", disse ela, à Reuters.

    O presidente da Indonésia, Joko Widodo, deve receber a primeira dose da vacina no país, nesta quarta-feira (13).

    Tema:
    COVID-19 no Brasil em meados de janeiro de 2021 (52)

    Mais:

    RJ: Paes pretende comprar 3,2 milhões de doses da CoronaVac e iniciar vacinação 25 de janeiro
    Ministério da Saúde do Brasil anuncia que distribuirá vacina CoronaVac a todos estados
    Butantan confirma que governo vai adquirir toda produção da CoronaVac no Brasil
    Doria cobra 'senso de urgência' da Anvisa por aprovação da CoronaVac
    Tags:
    Joko Widodo, Indonésia, vacina, COVID-19, novo coronavírus, pandemia, Instituto Butantan, Brasil, São Paulo, Vacina CoronaVac
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar