15:54 15 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)
    0 30
    Nos siga no

    O Brasil voltou a registrar nesta terça-feira (5) mais de 1.000 mortes pelo coronavírus em um intervalo de 24 horas, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. 

    De acordo com a pasta, ocorreram 1.171 óbitos pela COVID-19, fazendo total de mortes chegar a 197.732. 

    Em relação aos casos, foram registrados 56.648 novos diagnósticos da doença. Total de pessoas infectadas pelo vírus chegou a 7.810.400 desde o início da pandemia. 

    Os últimos dias em que o número de mortos ultrapassou 1.000 tinham sido 29, 30 e 31 de dezembro, com 1.111, 1.194 e 1.074 novos óbitos, respectivamente.

    Nos feriados e fins de semana, no entanto, os números costumam vir menores devido ao represamento de notificações. Os dados geralmente são inseridos nos dias seguintes. Ainda segundo o governo, 6.963.407 pessoas se recuperaram da doença e 649.261 casos estão em acompanhamento.

    Governadores cobram datas para vacinação

    Enquanto vem registrando um aumento de casos nos últimos meses, o país aguarda o início da vacinação, que não tem data fixada para começar. 

    Grupo de governadores cobrou do governo nesta terça-feira (5), em reunião com autoridades do Ministério da Saúde, a definição das datas da imunização, mas o Ministério da Saúde ainda não estipulou um cronograma.

    Segundo a pasta, a vacinação deve começar entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro. Até o momento, nenhum imunizante obteve registro para uso no país. 

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de janeiro de 2021 (57)

    Mais:

    Coreia do Norte teria solicitado vacinas contra COVID-19 apesar de negar que o país tenha infectados
    Revelado sintoma inesperado da nova cepa da COVID-19
    Após detectar nova cepa da COVID-19, Vietnã proíbe voos do Reino Unido e África do Sul
    Tags:
    casos, mortes, Ministério da Saúde, Brasil, COVID-19, pandemia, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar