05:42 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil luta contra COVID-19 no final de dezembro (60)
    371
    Nos siga no

    Secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn anunciou nesta quinta-feira (24) que a CoronaVac não atingiu 90% de eficácia em testes realizados no Brasil.

    De acordo com informações do portal G1, a taxa de eficácia da CoronaVac no Brasil deveria ter sido divulgada ontem (23) pelo Instituto Butantan. Porém, o laboratório chinês Sinovac pediu adiamento do anúncio. A empresa quer analisar os dados dos testes para entender os percentuais diferentes obtidos nos países onde o imunizante foi testado.

    Jean Gorinchteyn disse que, considerando a técnica usada no desenvolvimento da vacina, não havia expectativa de chegar a esse percentual. "Nós sabíamos que a efetividade jamais atingiria 90%", disse Gorinchteyn.

    "Mas o que nós não imaginávamos é que a empresa [Sinovac] queria, e objetivava, uma unicidade, um resultado muito próximo em todos os países, e não somente em um ou outro país", disse o secretário. Durante a entrevista, Gorinchteyn não explicou como a Turquia, usando a mesma vacina, obteve o percentual de 91,25%.

    Vacinação no Brasil

    Para que a vacina comece a ser distribuída, é necessário que o Instituto Butantan envie um relatório à Anvisa, e que o órgão aprove o uso do imunizante. Se aprovada, a CoronaVac pode se tornar a primeira vacina contra a COVID-19 disponível no Brasil.

    Pelo cronograma do governo de São Paulo, a vacinação no estado deve começar no dia 25 de janeiro. O imunizante foi testado em 16 centros de pesquisas, em sete estados e no Distrito Federal. Cerca de 12,5 mil voluntários brasileiros participaram dos testes.

    Tema:
    Brasil luta contra COVID-19 no final de dezembro (60)

    Mais:

    Eduardo Paes anuncia acordo com SP para levar CoronaVac ao Rio de Janeiro
    Última fase de testes da CoronaVac foi concluída e resultado será entregue à Anvisa, diz Butantan
    Ministério da Saúde brasileiro negocia ampliação para 100 milhões de doses da CoronaVac
    Tags:
    saúde, COVID-19, Brasil, Vacina CoronaVac, vacinação, São Paulo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar