00:51 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)
    0 61
    Nos siga no

    Com média de 47.439 casos confirmados de COVID-19 por dia na última semana, Brasil supera 186 mil mortes relacionadas à doença provocada pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

    O consórcio de veículos de imprensa, que reúne os dados divulgados pelas secretarias de Saúde dos estados e do Distrito Federal, apresentou na noite deste sábado (19) seu boletim atualizado sobre a COVID-19 no Brasil. De acordo com os números divulgados, os brasileiros que já tiveram ou têm o novo coronavírus desde o começo da pandemia somam 7.212.670, com 48.758 casos diagnosticados nas últimas 24 horas.

    Com isso, foram 47.439 casos notificados, em média, nos últimos sete dias, a maior média móvel registrada desde o início da pandemia. Em relação às mortes, foram confirmadas 678 nas últimas 24 horas, levando a um total de 186.365 óbitos desde que o surto global de COVID-19 atingiu o país. Por sua vez, a média móvel de mortes nos últimos sete dias chegou a 746, o que representa um aumento de 27% em comparação com a média de duas semanas atrás.

    No total, 18 estados e o Distrito Federal registraram tendência de alta nas mortes por COVID-19, com destaque para Mato Grosso do Sul (78%), Alagoas (78%), Rio Grande do Norte (74%) e Paraná (65%). Já os estados que tiveram estabilidade, ou seja, que o número de mortes não caiu nem subiu significativamente, são seis: Santa Catarina, São Paulo, Acre, Roraima, Bahia e Maranhão. Por outro lado, Tocantins e Piauí foram os únicos a registrar queda.

    De acordo com o mapa elaborado pela universidade norte-americana Johns Hopkins, o Brasil é o terceiro país com maior número de casos de COVID-19 no mundo, atrás apenas de Estados Unidos (17,6 milhões) e Índia (dez milhões).

    A Organização Mundial da Saúde, por sua vez, informou que 700.846 novos casos da doença foram registrados em todo o planeta neste sábado (19), superando pelo segundo dia consecutivo a marca de 700 mil diagnósticos. Já em relação às mortes causadas pela doença, a organização registrou a cifra recorde de 13.289 nas últimas 24 horas, o que eleva o número total de óbitos no mundo para 1.669.982 desde o início da pandemia.

    Tema:
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)

    Mais:

    Datafolha: 74% dos brasileiros não farão reuniões de Natal e Ano Novo fora de casa
    Em entrevista ao próprio filho, Bolsonaro diz que 'pressa para a vacina não se justifica'
    Índia atinge 10 milhões de casos confirmados do novo coronavírus
    Tags:
    números, levantamento, pandemia, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar