15:09 15 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)
    0 31
    Nos siga no

    O governo federal publicou uma medida na noite desta quinta-feira (17) que obriga brasileiros ou estrangeiros que quiserem entrar no Brasil por via aérea a apresentarem um teste PCR com resultado negativo para COVID-19 ao embarcar.

    A medida foi publicada no Diário Oficial da União e passa a valer a partir do dia 30 de dezembro.

    "O viajante de procedência internacional, brasileiro ou estrangeiro, deverá apresentar à companhia aérea responsável pelo voo, antes do embarque: documento comprobatório de realização de teste laboratorial (RT-PCR), para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo/não reagente, realizado com 72 horas anteriores ao momento do embarque", escreveu o governo.

    Além do teste, o viajante vai precisar apresentar uma declaração assinada concordando com as medidas de prevenção à COVID-19 que deverá seguir enquanto estiver no país.

    A portaria também reforça as medidas que já vinham sendo adotadas durante a pandemia, como as que restringem a entrada de estrangeiros no país por via terrestre e por transporte aquaviário.

    A entrada só é permitida para alguns casos específicos, como o de estrangeiros que tenham residência fixa no Brasil, tenham cônjuge brasileiro, viajem ao país para missão de organismo internacional, entre outros.

    Tema:
    COVID-19 e Brasil em meados de dezembro (59)

    Mais:

    STF decide que vacina será obrigatória: quem se recusar a tomar pode sofrer medidas restritivas
    Vacinação no Brasil: Barroso vota para proibir que pais não vacinem filhos por convicções pessoais
    Fundo Amazônia: 'Maior desafio é recompor a imagem do Brasil na Noruega', diz analista
    Brasil aprova orçamento para pagar ONU, e por pouco não passa 'vexame histórico', diz especialista
    Tags:
    brasileiros, estrangeiros, Diário Oficial da União, fronteiras, pandemia, novo coronavírus, teste, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar