22:39 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    3130
    Nos siga no

    Como parte da Operação Faroeste, estão sendo cumpridos ao todo 36 mandados de busca e apreensão em cidades baianas e em Brasília.

    O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou a prisão temporária de duas desembargadoras, em operação da Polícia Federal realizada nesta segunda-feira (14), contra esquema criminoso de venda de decisões judiciais, informa o portal G1.

    Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) pelo ministro Og Fernandes. Até o momento, os nomes das desembargadoras em questão não foram divulgados.

    A Polícia Federal cumpre 36 mandados de busca e apreensão na capital baiana, assim como nas cidades de Barreiras, Catu, Uibaí e em Brasília (DF). As investigações da Operação Faroeste indicam um esquema de decisões judiciais, com a participação de membros de outros poderes.

    As investigações contemplam possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, organização criminosa, tráfico de influência e evasão de divisas.

    O STJ também ordenou a prisão do operador de um juiz, assim como determinou o afastamento do cargo e função de todos os servidores públicos envolvidos na sexta e sétima fases da operação.

    Mais:

    Fraude em álcool gel usado para prevenir COVID-19 é alvo de operação da Polícia Federal em Minas
    Polícia Federal realiza operação contra garimpo em área indígena em Roraima
    Após problema com hackers, servidores do STJ retomam trabalho com novas diretrizes de segurança
    Tags:
    desembargador, investigação, STJ, Polícia Federal, corrupção, operação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar