08:40 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)
    115
    Nos siga no

    Segundo Cristiane Jourdan, diretora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a decisão de extensão atendeu a critérios técnicos.

    A diretora da Anvisa Cristiane Jourdan afirmou nesta quarta-feira (9) que a agência aprovou a extensão do prazo de validade dos mais de sete milhões de testes estocados pelo Ministério da Saúde.

    Jourdan garante que a decisão da agência foi tomada em caráter excepcional e teve como base rigorosos critérios técnicos.

    "Todas essas premissas e a análise criteriosa dos técnicos nos levaram a um parecer favorável à extensão dos prazos para a validade dos kits diagnósticos adquiridos pelo Ministério da Saúde", afirmou Jourdan, de acordo com o G1.

    A extensão autorizada pela Anvisa é de quatro meses. Sendo assim, os testes com validade em dezembro ainda têm utilidade garantida até abril, segundo a Anvisa.

    Produção de componentes para testes de coronavírus em laboratório químico da Universidade Estatal Lomonosov de Moscou
    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Produção de componentes para testes de coronavírus em laboratório químico da Universidade Estatal Lomonosov de Moscou

    Na última quarta-feira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, já havia adiantado a expectativa de que a "validade inicial seria renovada". O ministro explicou, na ocasião, que "os componentes do teste todos têm validade muito mais estendida".

    Até o fim de novembro, a rede pública de saúde do país só havia realizado 20% dos testes prometidos – caso o ritmo se mantenha, a meta inicial de testes estipulada pelo governo federal só será cumprida em 2022.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)

    Mais:

    Imperial College: 76% da população de Manaus teve a COVID-19
    Um ano de COVID-19: realidade social explica números da pandemia no Brasil, diz especialista
    Homem tenta assaltar banco nos EUA e, em vez de empunhar arma, ameaça infectar todos com COVID-19
    Pesquisadores afirmam que 1 em cada 10 pessoas de países pobres receberá vacina contra a COVID-19
    Tags:
    Anvisa, novo coronavírus, COVID-19, saúde, Ministério da Saúde
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar