14:57 18 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    Agentes da Polícia Federal cumprem quatro mandados de busca e apreensão com apoio da Receita Federal.

    Nesta segunda-feira (7), a Polícia Federal cumpre quatro mandados de busca e apreensão contra Júlio Lopes, ex-secretário de Transportes do RJ e ex-deputado federal, em mais uma etapa da Lava Jato no estado.

    A operação, liderada por agentes da Delegacia contra a Corrupção e Crimes Financeiros, foi batizada de Fim do Túnel, informa o portal G1.

    As investigações, que fazem parte de desdobramentos de operações anteriores, buscam apurar o esquema de pagamento de propina ao governo do estado por empresa envolvida nas obras da linha 4 do metrô fluminense, assim como por empresários dos setores rodoviário e da Saúde.

    Pezão e Temer na inauguração da Linha 4 do Metrô Rio
    Beto Barata/ PR/Fotos Públicas
    Pezão e Temer na inauguração da Linha 4 do Metrô Rio

    Entre os endereços alvos das investigações, que contam com o apoio da Receita Federal, está a casa de Júlio Lopes e um escritório de advocacia relacionado a ele.

    O ex-secretário foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR), que alega a existência de fortes indícios de pagamentos de propina feitos por Lopes, que ocupou o cargo entre 2010 e 2014.

    Os materiais apreendidos pela operação vão ser analisados e, caso as suspeitas sejam confirmadas, os investigados podem ser acusados pelos crimes de corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

    Mais:

    Fraude em álcool gel usado para prevenir COVID-19 é alvo de operação da Polícia Federal em Minas
    STF condena Valdir Raupp a 7 anos e 6 meses de prisão no âmbito da Operação Lava Jato
    Polícia Federal realiza operação contra garimpo em área indígena em Roraima
    Tags:
    Brasil, Polícia Federal, corrupção, Rio de Janeiro, Metrô Rio, Lava Jato
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar