22:49 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    414
    Nos siga no

    O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, pediu neste sábado (28) que os cidadãos brasileiros não deixem de votar no segundo turno das eleições municipais, que será realizado neste domingo (29). 

    Em pronunciamento em rede nacional, Barroso exortou os brasileiros a não entregarem "aos outros o seu destino". No primeiro turno, realizado em 15 de novembro, houve recorde de abstenções no país. 

    Segundo especialistas, a principal causa para o não comparecimento foi a pandemia do coronavírus e a campanha curta, mas outros fatores também explicariam o fenômeno, como a descrença da população com a política. 

    "Uma vez mais, venho pedir a todos os eleitores: não deixem de votar. Ajudem a escrever este segundo e último capítulo das eleições de 2020. Além disso, votem conscientes. Vocês estarão decidindo o seu futuro, o futuro dos seus filhos e do seu país. Não entreguem aos outros o seu destino", afirmou Barroso.

    Segundo turno em 57 cidades

    Haverá segundo turno nas eleições para prefeitura em 57 cidades brasileiras, sendo 18 capitais. De acordo com a lei, precisam ter segundo turno as cidades com mais de 200 mil eleitores em que nenhum dos candidatos tenha obtido maioria absoluta dos votos no primeiro turno.

    O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reiterou a obrigatoriedade do uso de máscaras para votar. Todas as seções contarão com álcool em gel 70% para uso na higienização de mesas, cadeiras, canetas e objetos. Os mesários devem se posicionar com, no mínimo, um metro de distanciamento entre um e outro.

    Para a proteção dos eleitores, será fornecido álcool em gel para higienização das mãos antes e depois de votar. As urnas eletrônicas não poderão ser esterilizadas no decorrer do dia. Será estabelecido o distanciamento mínimo de um metro entre os eleitores nas filas.

    Abstenção foi de 23,14% no 1º turno

    O horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos. 

    "Conseguimos harmonizar, com sucesso, democracia e saúde da população. O povo brasileiro está de parabéns. Uma inequívoca demonstração de maturidade, disciplina e sentimento cívico", acrescentou Barroso.

    Segundo o TSE, o índice de abstenção no primeiro turno das eleições municipais deste ano foi de 23,14%. Ao todo, 113 milhões de pessoas foram votar, número que, devido à pandemia da COVID-19, Barroso avaliou ser positivo. Por outro lado, 34 milhões de brasileiros deixaram de votar, de um total de 147 milhões de cidadãos aptos a participar do processo eleitoral. 

    Nas duas eleições municipais anteriores, a abstenção no primeiro turno foi de 17,58% em 2016, e de 16,41% em 2012. Na eleição mais recente, a presidencial de 2018, a abstenção no primeiro turno ficou em 20,33%.

    Mais:

    Eleições nos EUA: Michigan oficializa vitória de Joe Biden no estado
    Eleições presidenciais em Portugal ocorrerão em 24 de janeiro
    Lei de cotas de 30% para mulheres nas eleições 'não é suficiente', diz deputada estadual
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, abstenção, pandemia, Luís Roberto Barroso, TSE, eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar