14:51 12 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    Segundo nota, equipe de tecnologia da informação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) permanece trabalhando em uma solução. Entidade espera iniciar neste sábado (28) o restabelecimento dos serviços para acesso externo.

    Diante do temor de um suposto ataque hacker que aconteceu na quinta-feira (26), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região retirou do ar na noite de ontem (27) os portais da Justiça Federal do DF e de 13 estados.

    Segundo informações confirmadas pelo portal G1, consultas a processos e a emissão de certidões on-line permanecem indisponíveis há mais de 24 horas.

    O TRF-1 foi a quarta grande instituição federal a ser atacada em menos de um mês. Ao todo, foram mais de 20 mil notificações registradas por órgãos públicos em 2020, até este mês, segundo monitoramento do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

    O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), General Augusto Heleno.
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), General Augusto Heleno.
    Em nota, a administração do tribunal confirmou a invasão, e disse que "tomou ciência do acesso indevido ao seu ambiente de dados" na quinta-feira (26). Por isso, decidiu colocar todo o sistema em modo restrito. Isto é, "impedindo qualquer acesso remoto".

    "A equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação deste Tribunal Regional Federal permanece trabalhando e espera, já neste sábado, dia 28 de novembro de 2020, iniciar, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, à medida que for garantida a segurança adequada", afirma a nota.

    O TRF-1 informou ainda que, considerando a gravidade do ocorrido, já "adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos". A entidade garante que apesar do acesso de pessoas não autorizadas ao sistema, "não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional" do tribunal.

    Outros ataques

    O Brasil enfrenta uma onda de supostos ataques feitos por hackers. No dia 3 de novembro, o sistema de informática do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi alvo de um ataque cibernético.

    A corte acionou a Polícia Federal para investigar o caso. No episódio, todas as sessões de julgamentos do tribunal foram suspensas e, por "precaução", os prazos de processos foram adiados.

    ​Na mesma semana, no dia 5 de novembro, a secretaria de economia do Distrito Federal identificou uma tentativa de ataque hacker aos sistemas do governo do DF, o GDFNet. No mesmo dia, o sistema de comunicação do Ministério da Saúde ficou fora do ar, deixando o órgão sem Internet, telefone fixo e e-mails corporativos.

    Mais:

    Hackers divulgam supostos dados de Michelle Bolsonaro nas redes
    Justiça manda soltar hackers acusados de invadir celulares de Moro e outras autoridades
    Especialista explica como hackers podem acessar câmeras de celulares
    Tags:
    Brasil, Justiça Federal, hacker
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar