18:38 25 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo coronavírus no fim de novembro (45)
    0 10
    Nos siga no

    O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quinta-feira (26) que pode impor restrições à população se persistir o aumento dos casos de coronavírus.

    Doria deu a declaração durante entrevista para a agência Bloomberg.

    "Se tivermos em São Paulo que regredir para garantir a vida e a saúde das pessoas, nós o faremos", afirmou.

    O volume de pessoas internadas com COVID-19 em UTIs de São Paulo cresceu 22% nas últimas duas semanas, segundo dados da Secretaria de Saúde de São Paulo.

    "O plano São Paulo avalia regiões para evolução da infecção ou sua involução, a evolução ou involução de óbitos e também o número de leitos de UTI e primários. Isso permite uma avaliação diária", disse Doria.
    Governador do estado de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa sobre a vacina chinesa CoronaVac, Brasília, 21 de outubro de 2020
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Governador do estado de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa sobre a vacina chinesa CoronaVac, Brasília, 21 de outubro de 2020

    São Paulo responde por cerca de 20% dos 6,1 milhões de casos de coronavírus do Brasil. Uma em cada quatro pessoas que morreram da doença até agora no país residia no estado.

    "Temos que reconhecer que as pessoas estão cansadas, exaustas de isolamento, distanciamento, de usar máscaras", declarou o governador.
    Tema:
    Brasil combatendo coronavírus no fim de novembro (45)

    Mais:

    São Paulo decide não reprovar alunos por desempenho este ano, mas determina um mínimo de atividades
    São Paulo admite que aumento de internações por COVID-19 foi de 18% em 1 semana
    Primeiro lote da vacina CoronaVac chega a São Paulo hoje (VÍDEOS)
    Pesquisa mostra que subiu para 83% a percepção de que racismo aumentou ou se manteve em São Paulo
    Senador nega acusação de estupro feita por modelo em São Paulo
    Tags:
    Brasil, pandemia, lockdown, São Paulo, João Doria, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar