01:54 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    340
    Nos siga no

    Um levantamento feito pela equipe de três parlamentares indica que ao menos cinco mil candidatas nas eleições 2020 sejam laranjas.

    O estudo, publicado pelo Estadão nesta sexta-feira (13), foi conduzido pelas equipes do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e dos deputados federais Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (PDT-SP).

    Segundo o levantamento, 3% do total de 170 mil mulheres candidatas nestas eleições tiveram a candidatura registrada apenas para cumprir a cota de gênero exigida para os partidos.

    "Só me pediram para entrar para dar uma ajuda, porque tem que ter participação de algumas mulheres", disse ao Estadão a candidata a vereadora Adriana Ferreira de Aguiar, filiada ao PT em Santo Antônio do Itambé (MG).

    A mesma matéria do Estadão informa ainda que Adriana diz não ter recebido nenhum benefício em troca da "ajuda".

    A cota de gênero existe desde 2009 e exige que pelo menos 30% dos candidatos de cada partido sejam mulheres. Da mesma forma, pelo menos 30% do fundo eleitoral devem ser destinados às candidatas.

    Em Brasília, uma urna eletrônica mostra a palavra Fim em uma seção eleitoral dois mesários ao fundo, em 28 de outubro de 2018.
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Em Brasília, uma urna eletrônica mostra a palavra "Fim" em uma seção eleitoral dois mesários ao fundo, em 28 de outubro de 2018.

    Estudo usou inteligência artificial para cruzar dados eleitorais de 16 anos

    O estudo conduzido pelas equipes dos parlamentares utilizou inteligência artificial para chegar ao número de 5 mil.

    Cruzando dados de registros eleitorais desde 2004 e comparando-os com o deste ano, o levantamento considerou aspectos como baixa escolaridade, nenhum gasto de campanha e ausência de declaração de renda para detectar as possíveis candidatas laranjas.

    "As candidaturas laranjas vão continuar existindo enquanto duas coisas não mudarem: fiscalização frouxa e falta de formação política", afirmou o senador Alessandro Vieira ao Estadão.

    Segundo o mesmo estudo, as próprias eleições são um fator importante para comprovar a fraude, já que o número de votos, quando muito baixo, é mais uma evidência para candidaturas de fachada.

    Mais:

    'Eleitores mortos' participaram das eleições presidenciais nos EUA, diz apresentador norte-americano
    Apagão: eleições em Macapá são adiadas após decisão de Barroso no TSE
    'Influência de Bolsonaro e Lula nas eleições não será significativa', diz cientista político
    Trumpismo sai fortalecido das eleições nos EUA e deixa republicanos em encruzilhada, diz professor
    Tags:
    Brasil, candidatura, eleições, laranja, candidaturas-laranja
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar