18:31 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    170
    Nos siga no

    Os irmãos Jerominho e Natalino Guimarães já foram condenados por chefiar quadrilhas de milicianos e são apontados como fundadores do grupo paramilitar Liga da Justiça.

    Agentes da Polícia Federal (PF) cumprem, nesta quinta-feira (12), mandados de busca e apreensão relacionados a Operação Sólon, que investiga uma suposta lavagem de dinheiro de grupo paramilitar para financiar campanhas eleitorais no Rio, relata o portal G1.

    Os irmãos Natalino e Jerominho Guimarães foram alvo da operação. Na investigação, foi identificado que os irmãos estariam almejando cargos no legislativo e no executivo, nas eleições de 2020, para retomar poder que possuíam na zona oeste do Rio de Janeiro.

    A operação mobilizou 85 policiais, que procuraram provas nas casas dos suspeitos, em comitês de campanhas e em empresas ligadas aos envolvidos.

    Os mandados foram expedidos pela 16ª Zona Eleitoral, divisão especializada em crimes praticados por organização criminosa, de lavagem de dinheiro e outras infrações relacionadas a crimes eleitorais. Não há mandados de prisão porque a lei eleitoral restringe, na semana do pleito, detenções apenas por flagrante.

    Mais:

    Acusado de matar Marielle e ex-vereador são alvos de operação do MP e da Polícia Civil no Rio
    Prefeitura do Rio é alvo de operação de buscas do MP e da Polícia Civil
    Secretário estadual de Educação do RJ é preso durante operação da Polícia Civil
    Polícia Civil e MP do RJ miram lavagem de dinheiro de maior facção do tráfico do estado
    Tags:
    campanha eleitoral, lavagem de dinheiro, Rio de Janeiro, Polícia Federal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar