01:27 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    131211
    Nos siga no

    Ao ser perguntado se o governo brasileiro iria reconhecer a vitória de Joe Biden nas eleições dos EUA, o vice-presidente Hamilton Mourão respondeu: "Prudência é bom". 

    Em entrevista para a coluna de Igor Gadelha, da CNN Brasil, Mourão argumentou que era preciso esperar o resultado oficial do pleito norte-americano. 

    Embora a apuração nos estados da Carolina do Norte e Geórgia ainda não estejam definidas, o candidato democrata já obteve o mínimo de 270 delegados necessários para vencer as eleições. 

    O presidente dos EUA, Donald Trump, no entanto, não reconheceu a derrota e, alegando fraudes no processo, anunciou que iria entrar na Justiça para pedir uma recontagem dos votos. Por outro lado, figuras de destaque do Partido Republicano felicitaram Biden pelo resultado, como o ex-presidente George W.Bush. 

    Mourão disse ainda que "não faz parte de suas atribuições" reconhecer a vitória de um líder de uma nação estrangeira. “Quem irá reconhecer é o governo brasileiro", afirmou. 

    O presidente Jair Bolsonaro é um dos poucos chefes de Estado e de governo que não cumprimentaram Biden pelo resultado nas eleições norte-americanas. 

    Israel e Arábia Saudita parabenizam Biden

    Bolsonaro considera Trump um aliado e, contrariando o protocolo das relações diplomáticas, disse que estava torcendo por sua vitória. A atual gestão do Itamaraty, do chanceler Ernesto Araújo, também é muito próximo do governo estadunidense.

    Neste domingo (9), os monarcas da Arábia Saudita parabenizaram Biden pela vitória, assim como o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. 

    Na América Latina, o governo do México disse que iria esperar as resoluções legais para reconhecer o resultado das eleições norte-americanas. 

    Mais:

    Palestina pedirá que Biden transfira embaixada dos EUA em Israel de volta a Tel Aviv
    Biden planeja revogar várias ordens executivas para reverter políticas de Trump, escreve mídia
    Kushner e Melania tentam convencer Trump a aceitar derrota nas eleições, diz mídia
    Tags:
    Ernesto Araújo, Arábia Saudita, Israel, George W. Bush, eleições, EUA, Brasil, Antonio Hamilton Mourão, Donald Trump, Joe Biden, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar