21:07 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)
    1120
    Nos siga no

    O general Eduardo Pazuello, atual ministro da Saúde do Brasil, é mais um novo membro do governo Bolsonaro a testar positivo para a COVID-19, segundo confirmou o UOL no início da tarde desta quarta-feira (21).

    Após ficar de fora da apresentação dos resultados de um estudo com a nitazoxanida na última segunda-feira (19), no Palácio do Planalto, ontem (20), o ministro teve febre e precisou trabalhar remotamente, de casa. Nesta tarde, saiu o resultado do teste para o novo coronavírus, com o diagnóstico positivo. De acordo com o portal, ele segue descansando em sua residência.

    Com essa nova infecção, sobe para 12 o número de pessoas infectadas pela COVID-19 na equipe ministerial do presidente Jair Bolsonaro, que também já teve a doença: Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Milton Ribeiro (Educação), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Braga Netto (Casa Civil), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), Fabio Faria (Comunicações), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e, agora, Pazuello. 

    ​Mais cedo, o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, revelou que Bolsonaro estaria irritado com seu ministro da Saúde, por conta do anúncio feito ontem pela pasta referente à compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa SinoVac. Segundo o jornalista, o chefe de Estado teria dito a auxiliares que Pazuello está "querendo aparecer demais, está gostando dos holofotes, como o Mandetta". Outros auxiliares, no entanto, disseram ao UOL que, apesar dessa situação, o ministro segue firme no cargo.

    Tema:
    COVID-19 no Brasil em meados de outubro (54)

    Mais:

    Bolsonaro é chamado de 'charlatão' após governo 'comprovar' eficácia de vermífugo contra COVID-19
    COVID-19: Brasil se aproxima de 155 mil mortes com retorno à estabilidade em média móvel
    Recuperação de COVID-19 pode durar até meio ano, revela infectologista
    Tags:
    infecção, vírus, exame, governo, Ministério da Saúde, saúde, UOL, novo coronavírus, COVID-19, ministro, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar